Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 8º Salão do Artesanato é Sucesso em Brasília

Geral

8º Salão do Artesanato é Sucesso em Brasília

por publicado: 13/11/2015 16h01 última modificação: 13/11/2015 16h31

8º SALÃO DO ARTESANATO É SUCESSO EM BRASÍLIA

Brasília recebeu no período de 4 a 8 de novembro a 8ª edição do Salão do Artesanato. Com apoio do Programa de Artesanato Brasileiro, da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República, artesãos de vinte estados puderam participar da feira, com espaço gratuito e transporte dos materiais com o caminhão doado pelo PAB aos estados.

Nessa edição o total de vendas dos estandes apoiados pelo PAB superou a marca alcançada em 2014. Os vinte estandes venderam, ao todo, R$ 618 mil, uma diferença de 36% a mais do que o total vendido na edição anterior.

Para a coordenadora do PAB, Ana Beatriz Ellery, o saldo é um ponto positivo em meio ao atual cenário econômico do país. “O sucesso de vendas mostra a força que o artesanato tem, e também a importância desse setor para a economia do Brasil”, constatou.

O destaque desse ano foi o estande do estado do Piauí. Com a marca de R$ 65.319 mil em lucro, as peças produzidas com pedra opala, materiais em fibra de taboa e esculturas feitas em madeira fizeram sucesso entres os visitantes da feira.

Uma das áreas que também chamou a atenção dos visitantes foi o Espaço do Mestre Artesão, que contou com a passagem de 13 mestres, que montavam peças e finalizavam trabalhos na hora, para que todos pudessem acompanhar o processo de feitura dos objetos comercializados. “Um dos principais objetivos do PAB é valorizar o trabalho do mestre artesão. Por isso um espaço dedicado a eles”, explicou Ana Beatriz.

Além do espaço para os artesãos exporem seus trabalhos, a feira possibilita a troca de contatos para pedidos de encomendas. Nessa edição, além do vendido na feira, foram mais R$ 172 mil em encomendas. “A feira possibilita negócios futuros. A quantidade de encomenda pedida esse ano nos dá a sensação de que o objetivo do nosso trabalho está no caminho certo”, ressaltou a coordenadora do PAB.

Por: Fernanda Madeira