Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ministro é homenageado em almoço da Secovi em São Paulo

Geral

Ministro é homenageado em almoço da Secovi em São Paulo

Durante homenagem, ministro Guilherme Afif destaca pontos importantes da Lei 147/14, que promoveu 81 mudanças importantes na legislação das MPEs

publicado: 28/11/2014 18h37 última modificação: 28/11/2014 18h54

São Paulo, 28/11/2014 - O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, recebeu homenagem do Sindicato da Habitação (Secovi) pelos serviços prestados aos corretores de imóveis, categoria incluída entre as 142 aptas a aderirem ao Simples Nacional a partir de janeiro de 2015. Durante a cerimônia, que aconteceu hoje (28) na sede do Secovi,  na capital paulista, o ministro aproveitou para destacar as medidas que a SMPE vem tomando para diminuir a burocracia e garantir um melhor cenário para as MPEs brasileiras.

Entre os temas abordados está a aprovação da Lei 147/14, que garantiu 81 novos pontos de invação para o setor. Como destaque, a universalização do Simples, que determina a possibilidade de adesão ao modelo unificado de tributação apenas pelo porte e não mais pelas atividades como acontecia anteriormente. “Com a universalização todas as empresas que faturam até R$3,6 milhões podem aderir ao modelo.  A princípio, estamos trazendo mais de 450 mil novas empresas para o Simples”.

Como exemplo, o ministro Afif mencionou a inclusão dos advogados no Simples Nacional, categoria em que 95% dos profissionais trabalham por conta própria, de acordo com a Ordem dos Advogados do Brasil. “A entrada no Super Simples estimulará a formação de novos escritórios, passando dos atuais 20 mil para 126 mil. Vão contratar secretárias, estagiários. Vejam a multiplicação de empregos, só por facilitar a vida deles, trazendo mais pessoas para a formalidade.”

Além disso, mereceu destaque na apresentação do ministro a importância das MPEs na criação de emprego e renda. “Temos hoje nove milhões de unidades de negócios no Brasil. Se gerarmos um emprego para cada uma, teremos nove milhões de novos empregos. Para mim, política pública de qualidade é aquela geradora de emprego e renda. Com esse foco é que trabalhamos na SMPE, procurando beneficiar a todos os envolvidos nesse segmento”, finalizou.

Por Daniel Lansky.