Você está aqui: Página Inicial > Notícias > São Paulo sedia a primeira edição do Mãos do Brasil

Geral

São Paulo sedia a primeira edição do Mãos do Brasil

Até o domingo, 20, a capital paulista terá a oportunidade de apreciar toda a riqueza e tradição do artesanato brasileiro.

A feira tem entrada gratuita e ocupa mais de dois mil metros quadrados. Os visitantes poderão encontrar artigos de madeira, sementes, argila, fios, tecidos, fibras, cerâmicas, palhas, além de diversos materiais característicos de cada região. A expectativa é que mais de 50.000 mil pessoas passem pelo o espaço que está reunindo 500 artesãos de 24 estados brasileiros.
publicado: 13/12/2014 08h55 última modificação: 13/12/2014 10h35

São Paulo, 12/12/2014 – Começou nesta sexta-feira (12), a primeira edição do “Mãos do Brasil Salão do Artesanato”, evento promovido pela Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República (SMPE), que acontece no Centro de Convenções Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1209, Santana). Com artesãos de diversos estados do País, o evento, que vai até o próximo dia 20, conta com uma programação intensa que privilegia o artesanato, apresentações culturais e a culinária regional de diversas localidades.

A feira tem entrada gratuita e ocupa mais de dois mil metros quadrados. Os visitantes poderão encontrar artigos de madeira, sementes, argila, fios, tecidos, fibras, cerâmicas, palhas, além de diversos materiais característicos de cada região. A expectativa é que mais de 50.000 mil pessoas passem pelo o espaço que está reunindo 500 artesãos de 24 estados brasileiros.

De acordo com o ministro da SMPE, Guilherme Afif Domingos, o destaque do Mãos do Brasil é o espaço “Saber Fazer”, que apresenta a multiculturalidade do País. “As regiões brasileiras serão representadas por mestres artesãos, que poderão fazer a sua arte ‘in loco’. O intuito é valorizar a exclusividade do produto feito a mão pelos artesãos de todo o Brasil. Dessa forma, com a junção de todos os estados, temos um país inteiro feito à mão”, afirmou.

O artesão Duilio Sampaio, de Várzea Grande (MT), é um desses mestres artesãos. Durante todo o evento, ele vai fazer as tradicionais violas de cocho, instrumento musical confeccionados a partir de troncos de madeira inteiriços. “Estou muito satisfeito. Será muito bom mostrar como se faz um dos maiores símbolos do artesanato mato-grossense”.

Segundo a artesã Cleide Batista, o Mãos do Brasil é uma oportunidade para aqueles que procuram opções para as compras de Natal. “Aqui, além de expor o que fazemos, também podemos vender nossos produtos. É uma opção para quem procura artigos personalizados e com preços acessíveis”, completa. Cleide, que há 30 anos é artesã, faz mobiliários e utilitários de palha com a planta da taboa e tem um espaço fixo no museu da palha, em Florença, na Itália.

As atrações especiais da feira ficam por conta dos de grupos folclóricos, como o maracatu “Nação Estrela Brilhante” de Recife (PE) que vai se apresentar neste domingo, 14.

Abertura 

Durante a solenidade que deu início ao Mãos do Brasil, o ministro, Guilherme Afif Domingos, disse que o Salão fará parte do calendário oficial da Secretaria. “Esta é a primeira. Para a próxima, quero uma grande feira de negócios, com workshops para o crescimento dos nossos artistas. O artesão precisa sobreviver da sua arte e merece todo o nosso apoio e reconhecimento”.

Além disso, o ministro aproveitou para destacar que considera os artesãos como parte da verdadeira classe batalhadora do Brasil. “Com o apoio da presidenta Dilma Rousseff, compramos 27 caminhões para que os estados pudessem transportar seus produtos e para que nos prepararmos para esta grande feira que está se materializando, hoje, aqui em São Paulo”.

Os caminhões foram entregues pela SMPE (por meio de concessão) às Coordenações Estaduais do Artesanato e entidades representativas do segmento para aumentar as oportunidades de negócios com diferentes parceiros, e consequentemente, fomentar a renda e produção do artesão. O aumento da comercialização do artesanato é um dos principais objetivos do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), coordenado pela Secretaria da Micro e   Pequena Empresa.

Participaram também da solenidade o secretário de Gestão Pública do Estado de São Paulo, Waldemar Caputo, que representou o governador Geraldo Alckmin (PSDB/SP); o secretário municipal de Turismo e presidente da São Paulo Turismo, Wilson Poit; o secretário do estado de Goiás, William Layser e o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

Serviço:

Mãos do Brasil

Centro de Convenções Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1209, Santana, São Paulo – SP.

De 12 a 20 de dezembro de 2014.

De segunda a quinta de 14 às 22h e de sexta a domingo de 11 às 22h.

Entrada gratuita.

Serão disponibilizados ônibus, a cada 20 minutos, saindo da Estação Tietê do metrô.

Por Thaís Victer